Saúde das Articulações

Como adoramos ver o nosso cão a correr e a brincar incansavelmente e como gostaríamos que fosse sempre assim!

No entanto, sendo ele um ser vivo, o nosso cão poderá sofrer de algum problema de mobilidade ao longo da sua vida devido, por exemplo, a um traumatismo.

Na verdade, os traumatismos não são os únicos que podem reduzir a mobilidade dos nossos cães, pois existem outros fatores, como o porte grande, o excesso de peso, o exercício intenso ou a idade avançada, que podem afetar a sua capacidade de locomoção.

Para se conseguir intervir a tempo neste processo de degeneração gradual, devemos estar atentos aos sinais de dificuldade de locomoção:

  • Dificuldades em se mover de manhã (rigidez articular matinal).
  • Recusa em executar o exercício habitual.
  • Dificuldades em caminhar.
  • Dificuldades em se levantar depois de estar deitado.
  • Problemas em caminhar após o exercício.
  • Utiliza mais uma perna que outra.
  • Dificuldade em subir e descer escadas ou entrar e sair do carro.
  • Dor ao ser tocado.
  • Maior apatia e pouco sociável.
  • Não consegue dormir nos locais habituais.
  • Perda de apetite.

Como as dificuldades de locomoção geralmente começam com a deterioração da cartilagem das articulações, o que, por sua vez, causa uma inflamação da área e provoca dor (a verdadeira responsável pela redução da mobilidade do cão), terá de ser o veterinário a determinar o tratamento adequado. Este poderá ser, em parte, um alimento especial.

Na Royal Canin, estamos conscientes da importância que o alimento possui no tratamento dos problemas de mobilidade. Por esta razão, dispomos de vários alimentos especiais.